Benefícios do Hibisco

Hoje venho trazer informações nutricionais importantes sobre o Hibisco!


Muitos pacientes e alunos me perguntam sobre o chá de Hibisco e por isso resolvi escrever para você saber tudinho…


O Hibisco é uma que geralmente se faz chá utilizando suas flores, porém a bebida rica em nutrientes e com propriedades terapêuticas deriva do Hibiscus Sabdariffa que é diferente do hibisco de jardim, cujo nome científico é Hibiscus rosa-sinensis.


Não vale fazer chá do Hibisco do quintal gente!!


A bebida contém cálcio, fósforo, potássio e magnésio que são minerais importantes para nossa saúde óssea, muscular e metabólica. Apresenta também substâncias antioxidantes, como a vitamina A e os flavonóides, estes últimos são os que trouxeram fama a esse produto... Além dos polifenóis, também antioxidantes que parecem ter inclusive papel no auxílio à perda de peso. Entretanto, isto ainda sem qualquer comprovação científica. 


Geralmente o consumo do hibisco se dá através de seu chá, ou melhor, infusão que nada mais é do que colocar as folhas dentro da água quase fervendo (apenas com pequenas bolinhas) e com o fogo apagado, tampar e esperar por 2 minutos. Coar e está pronto! 


Há disponível no mercado geleias produzidas com a flor, mas no processo de preparação perde-se suas propriedades nutritivas, principalmente pela maior cocção e pela grande adição de açúcar. 
Exemplo de imagem
A melhor forma de consumir e mais fácil é fazendo a "Água de Jamaica", como chamam a bebida no México. O ideal é colocar as folhas de Hibisco diretamente na água filtrada ou mineral em temperatura ambiente, misturar e deixar descansar por pelo menos 1 hora. Pode acrescentar rodelas de gengibre e/ou laranja e paus de canela também! Fica uma delícia e adiciona ainda mais compostos bioativos!


Apesar dos benefícios, existe o risco de intoxicação pelo chá de hibisco, pois como não há uma medida exata de consumo, pode ser excessivo. Sendo assim, requer cautela. Além do risco de intoxicação, o consumo exagerado pode ter efeito diurético importante, podendo provocar perda de eletrólitos, principalmente nos casos onde já há medicações envolvidas, como remédios para controle da pressão e/ou doenças cardiorrenais.

Não é recomendado o consumo de chá de hibisco durante a gestação e se orienta cuidado com o excesso e frequência aumentada de seu consumo, lembrando que esta flor não deixa de ter ação fitoterápica, ainda não totalmente esclarecida.

Portanto, consumo moderado!

O melhor para manter ou perder peso ainda é uma dieta variada, equilibrada do ponto de vista nutricional, associada à atividade física regular e bom controle sobre o nível de estresse.


Espero que tenha gostado destas informações e inclua este alimento na sua rotina!


Beijos e até a próxima!

Carina.
E-Book Grátis!
Insira seu e-mail abaixo para receber nossas novidades...
Cadastre-se